super glamorosas

Isto é uma espécie de bar de NY, ultra sofisticado, nós todas a cair de lindas e elegantes! Só para quem gosta muito da Cláudia e, ao mesmo tempo, tem capacidade para brincar com as coisas sérias que estão a acontecer. Para ver quem tem os Manolos + giros, para debater quem usa a cor de verniz mais estonteante, e até, quem sabe, para podermos dizer umas coisas + a sério!

Monday, February 21, 2011

Mama Help abre no Porto para apoiar doentes

http://emac-noticias.blogspot.com/2011/02/mama-help-centro-de-apoio-doentes-com.html Assim desde já temos o prazer de os convidar a todos para estarem presentes na apresentação do projecto Mama Help a realizar na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto. A apresentação do projecto é seguido de um jantar de angariação de fundos. A presença no jantar é opcional e tem um custo de 40€ .Caso estejam interessados em participar no jantar, agradecemos que façam a V. inscrição para ines.melo@ordemtrindade.pt ou tlm 910 017 424


O primeiro Centro de Apoio a Doentes com Cancro da Mama vai abrir quinta-feira, dia 22, no Porto reunindo no mesmo espaço físico todo o suporte não médico, desde o apoio psicológico ou nutricional às terapias complementares.

“Funcionará como um ponto de encontro e referência para todos os doentes com cancro da mama em busca de ajuda e com dúvidas relacionadas, sobretudo, com as consequências psicossociais da doença, qualquer que seja a unidade hospitalar, pública ou privada, onde tenham sido operados”, explicou à Lusa a cirurgiã Maria João Cardoso, impulsionadora deste projeto.
Maria João Cardoso, que também é coordenadora da Unidade de Patologia Mamária do Hospital de S. João, assume a direção do “Mama Help”, coadjuvada por uma equipa que integra um gestor, um administrativo, uma enfermeira e uma psicóloga, sendo todos os outros recursos temporários e dependentes das solicitações, apesar de suscetíveis de um incremento de acordo com as necessidades.
O objetivo é que seja “um centro de referência para a orientação e realização de terapias complementares”, sempre a partir do conhecimento do tratamento médico convencional para cada caso, “aplicando o conceito que atualmente denominamos de medicina integrativa (a utilização das duas formas de medicina lado a lado com o conhecimento permanente das duas realidades)”, sustentou.
O projeto nasceu da constatação de que em Portugal existe “uma lacuna, um vazio quase total” nesta área, não existindo locais que, de uma forma integrada e profissionalizada, possam constituir o suporte necessário aos doentes com cancro da mama.
“Obviamente que as grandes instituições hospitalares tem algum apoio disponível, a questão é que muitas vezes os doentes fogem desse ambiente, porque se sentem retraídos, porque se mantêm no circuito”, sustentou.

O projeto “não pretende suprir o que se faz nos hospitais, pretende ser um acrescento”, frisou.
O centro “Mama Help” tem um Conselho Científico e um Conselho de Curadores. O primeiro integra nomes como Sobrinho Simões, Amélia Cupertino de Miranda, Antónia Cadilhe, Maria José Azevedo, Raquel Seruca, Rui Mota Cardoso, Leonor Beleza e Francisco Carvalho Guerra, entre outros.
O Conselho de Curadores é composto por cirurgiões, patologistas, radioterapeutas, psiquiatras, oncologistas, enfermeiras, imagiologistas, nutricionista, um biólogo e um cirurgião plástico.
Sem fins lucrativos e instalado na Ordem da Trindade (embora com gestão autónoma), os proveitos serão aplicados no projeto para que se evite o recurso às “técnicas clássicas de angariação de fundos”. Um dos objetivos é estabelecer acordos com as seguradoras, a maioria das quais já cobre algumas das valências disponibilizadas.

O Mama Help irá dispor de um website que disponibilizará informação sobre a doença e sobre as sessões de esclarecimento que serão organizadas para a população. A primeira está agendada para 13 de abril e será orientada pela oncologista Fátima Cardoso, da Fundação Champalimaud.

in Lusa

2 Comments:

At 21/2/11 3:37 PM, Anonymous Anonymous said...

Deixo o site: www.mamahelp.pt

 
At 15/9/12 9:56 PM, Blogger Mariana said...

é muito importante que as mulheres se informem sobre o cancro de mama porque se a doença é descobrida tarde, cada vez é mais difícil tratá-la.
Acho muito legal esse lugar de HelpSaude Mama para brindar apoio a todas essas mulheres que o precisam.

 

Post a Comment

<< Home