super glamorosas

Isto é uma espécie de bar de NY, ultra sofisticado, nós todas a cair de lindas e elegantes! Só para quem gosta muito da Cláudia e, ao mesmo tempo, tem capacidade para brincar com as coisas sérias que estão a acontecer. Para ver quem tem os Manolos + giros, para debater quem usa a cor de verniz mais estonteante, e até, quem sabe, para podermos dizer umas coisas + a sério!

Wednesday, May 05, 2010

O Livro











O Livro das Amigas do Peito e do Coração
uma simples dedicatória.



"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis
e pessoas incomparáveis.” por Fernando Pessoa

5 Comments:

At 5/5/10 12:43 PM, Blogger Cinda said...

Gostei muito da ideia do livro e do que por lá foi escrito. As memórias das coisas boas são sempre para se registarem.
Tenho a certeza e vai haver muito mais paara lá escrever em muitas nmais ocasiões.
Beijocas
Cinda

 
At 5/5/10 3:58 PM, Blogger manela goucha soares said...

linda caligrafia! :)

 
At 5/5/10 5:31 PM, Blogger IsaLenca said...

Papa/Portugal: Tolerância de ponto adia consultas e cirurgias e deixa hospitais a "meio gás", utentes criticam

Número de Documento: 11003256

Lisboa, Portugal 05/05/2010 14:30 (LUSA)
Temas: Saúde, Hospitais, papa


*** Sandra Moutinho, da agência Lusa ***

Lisboa, 04 mai (Lusa) - Consultas e cirurgias adiadas e serviços de saúde a meio gás serão consequências da tolerância de ponto concedida nos dias 11, 13 e 14 de maio devido à visita do papa e que os utentes criticam.

A tolerância de ponto foi decretada pelo governo e aplicar-se-á na parte da tarde do dia 11 de maio no concelho de Lisboa, no dia 13 de maio em todo o território nacional e na parte da manhã do dia 14 de maio no Porto.

Neste período, será concedida tolerância de ponto aos trabalhadores que exercem funções públicas na administração central e nos institutos públicos, “considerando o interesse de grande número de portugueses em poderem estar presentes nas celebrações” da visita de Bento XVI, segundo o despacho ministerial.

Uma das consequências desta concessão sentir-se-á nos serviços de saúde públicos. Hospitais e centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde vão funcionar como se fosse feriado ou fim de semana.

Por esta razão, as consultas e as cirurgias programadas não se irão realizar nestas instituições.

A medida não agrada ao Movimento dos Utentes dos Serviços de Saúde, com o seu presidente, Manuel Vilas Boas, a lembrar que Portugal tem “um regime republicano e laico” e, por isso, “não tem de obedecer às regras religiosas”.

Em Lisboa, onde existirá tolerância de ponto na tarde do próximo dia 11, o Hospital de Santa Maria - instituição de referência para acolher o papa, no caso de necessitar de assistência hospitalar - irá funcionar como se fosse fim de semana ou feriado.

Fonte do hospital revelou à Lusa que nesse dia, bem como a 13 de maio, quando a tolerância de ponto for a nível nacional, não existirão consultas, nem cirurgias programas. O serviço de urgência funcionará normalmente.

A situação será semelhante nos hospitais de São Francisco Xavier, Egas Moniz e Santa Cruz, segundo fonte destas instituições.

No Porto, onde existirá tolerância de ponto na manhã do próximo dia 14, o Hospital de São João funcionará com “serviços mínimos”, mantendo-se a urgência a funcionar normalmente, disse à Lusa fonte da instituição.

Para a preparação destes dias, as administrações hospitalares emitiram circulares para os serviços se organizarem de modo a ser gozada a tolerância de ponto, conforme despacho governamental.

Contactado pela Lusa, o presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH), Pedro Lopes, disse que caberá aos hospitais organizarem-se de modo a que “as pessoas possam ser dispensadas, mantendo-se os serviços essenciais”, como as urgências.

Também fonte do gabinete da ministra da Saúde disse à Lusa que a tolerância de ponto deverá ser gerida pelos conselhos de administração dos hospitais.

Para o Movimento dos Utentes dos Serviços de Saúde, esta tolerância de ponto é “extemporânea” e vai “prejudicar os utentes do SNS”, que “já se encontra num estado lastimoso”.

“Temos tido várias formas de luta, de médicos e enfermeiros, para melhorar os serviços e não devemos aproveitar toda e qualquer circunstância para os serviços não funcionarem”, adiantou Manuel Vilas Boas.

 
At 6/5/10 5:23 AM, Blogger May Alek said...

Olá, meninas!
Adorei ver as fotos e ler os relatos do encontro das amigas do peito. Só sinto não poder estar aí com vocês. Sinto mesmo!
Essa ideia do livro é ótima.
Beijão

Parabéns para a Carminho (atrasados)!

 
At 6/5/10 11:25 AM, Blogger Nela said...

A ideia do livro é maravilhosa. Daqui por uns tempos, temos aí uma obra cheia de emoções.
Excelente ideia!

 

Post a Comment

<< Home