super glamorosas

Isto é uma espécie de bar de NY, ultra sofisticado, nós todas a cair de lindas e elegantes! Só para quem gosta muito da Cláudia e, ao mesmo tempo, tem capacidade para brincar com as coisas sérias que estão a acontecer. Para ver quem tem os Manolos + giros, para debater quem usa a cor de verniz mais estonteante, e até, quem sabe, para podermos dizer umas coisas + a sério!

Wednesday, March 17, 2010

Manga pode auxiliar no combate ao cancro


Consumo de manga pode auxiliar no combate ao cancro in Ciência Hoje
Investigadores do Texas Agrilife Research concluíram que a manga, apesar do seu baixo teor antioxidante, pode ter um impacto positivo na luta contra alguns tipos de cancro.Foram realizados testes in vitro para analisar extractos de polifenóis (substancias ligadas a diversos benefícios para a saúde) de cinco das variedades mais comuns desta fruta, sendo que os cientistas descobriram que estes componentes tinham algum impacto sobre as células do cancro da próstata, pulmão e da leucemia. Contudo, o efeito mais notável foi observado em células do cancro da mama e do intestino.
“O que descobrimos é que nem todas as linhas de células são sensíveis na mesma medida a um agente anti-cancerígeno, mas as linhas do cancro da mama e do cólon tiveram apoptose, ou morte celular programada”, explicou a investigadora SusanneTalcott, da instituição responsável por esta descoberta, acrescentando que os polifenóis da manga não prejudicavam as células saudáveis.Neste estudo foi ainda verificado que o ciclo celular foi interrompido pela acção do extracto de manga, o que de acordo com SusanneTalcott, poderá ser fundamental para a criação de um processo que permita prevenir ou interromper a reprodução de células cancerígenas.Os investigadores ambicionam agora poder realizar um ensaio clínico com pessoas com inflamações nos intestinos, propensos assim a um maior risco de cancro. “Se houver alguma eficácia comprovada, então faremos um estudo mais abrangente para verificar se esta experiência tem relevância clínica”, afirmou a investigadora.
Curiosidades: A mangueira, originária da Índia, é uma árvore tropical que pertence à mesma família do cajueiro. O fruto varia muito em tamanho e cor. As mangas menores são do tamanho de uma nêspera, enquanto as maiores podem pesar até 2 kg. Quanto a forma existem as redondas, ovais, alongadas e finas, do formato de um coração e até mesmo de um rim.
Em relação à cor, podem ter casca bem verde, amarela ou vermelha, de acordo com a variedade. A polpa da manga é suculenta, com sabor bem característico, algumas vezes fibrosa e de cor que varia do amarelo-claro ao alaranjado-escuro. Existem cerca de 500 variedades de manga no mundo.

E relembro os próximos rastreios ao Cancro da Mama em Santarém:

Data: 24 Março 2010 e 31 Março 2010
Programa Nacional de Rastreio ao Cancro da MamaLocal: Unidade Fixa - Grupo de Apoio de Santarém da Liga Portuguesa Contra o Cancro
Avenida dos Combatentes Nº 12005-361 Santarém
Organização: Núcleo Regional Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro
Horário de atendimento ao público: 4ª feira das 9:30h às 12:30h
Contacto: 243332643

5 Comments:

At 17/3/10 2:03 PM, Blogger IsaLenca said...

E aqui fica uma informação para as nossas amigas Brasileiras, a May e a Márcia:

Simpósio Internacional de Cancro da Mama realiza-se no Brasil
O 1º Simpósio Internacional de Cancro da Mama será realizado em São Paulo, no Brasil, nos dias 26 e 27 de Março, avança a agência Fapesp.

O evento será organizado em conjunto pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), pelo Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) e pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), onde se vai realizar o encontro.

Entre os temas apresentados estarão as novas técnicas de reconstrução mamária, de radioterapia e outros tratamentos. Estão confirmados vários oradores ligados às instituições organizadoras.

Também participarão os oradores Lajos Pustzai e Banu Arun, ambos do MD Anderson Cancer Center, nos EUA.
Mais informações em http://ensino.einstein.br/portal/con-deta-curs.aspx?UCAETurmCurs=mVX%252b3%252fsOEfcV%252fpDkk1Q8wj5JZ06bELDKdN821%252bRM2LggXcTanfQacw%253d%253d

 
At 17/3/10 3:08 PM, Blogger Geninha said...

Olá Isalenca, sempre em cima dos acontecimentos,para nos dar boas noticias, obrigada.

Beijinhos e tem um Bom Dia

 
At 17/3/10 3:26 PM, Blogger Lina Querubim said...

Olá Isa, boa tarde é uma das minha frutas preferidas :p adoro fruta exóticas pena serem tão caras...bjokas

 
At 17/3/10 4:49 PM, Blogger IsaLenca said...

Cancro da mama: Livro a lançar em Coimbra reflete três anos de batalha contra a doença
Coimbra, 17 mar (Lusa) - Um livro póstumo da médica de Coimbra Maria Vítor Campos, que morreu recentemente vítima de cancro da mama, é apresentado no domingo e constitui “um hino à vida” de quem “sempre lutou contra a doença”, disse a irmã da autora.
Segundo Maria João Campos, a obra, intitulada “O cancro é uma nova oportunidade de vida”, inclui as reflexões da médica sobre a doença e transmite “uma mensagem muito positiva de quem sempre lutou com todas as forças” contra a enfermidade.
No livro, Maria Vítor Campos, que morreu aos 39 anos, descreve e reflete sobre os três anos de evolução da doença que a vitimou e “alerta também as pessoas para o bem da vida e a valorização do agora”.
“Por ser médica, e conhecendo bem as consequências da doença, conseguiu encará-la de forma muito particular. Coloca a sua sabedoria e o seu espírito positivo ao serviço de uma mensagem em que destaca o lado bom da doença”, disse Maria João Campos, ao realçar que a sua irmã, ao preparar a obra, teve por objetivo ajudar as pessoas que estivessem a sofrer situações idênticas.
Maria Vítor Campos “escreveu este livro com o intuito de ajudar todas as mulheres e familiares que lutam contra esta doença”, pode ler-se numa nota sobre a publicação.
“É um testemunho na primeira pessoa de uma jovem mulher. De três anos de uma corajosa, mas infelizmente não vencedora batalha, por um lado contra uma doença cada vez mais comum nas mulheres e por outro lado contra uma certa indiferença da sociedade para esta problemática”, adianta o texto.
O volume inclui ainda, numa segunda parte, “depoimentos muito originais” que várias pessoas de diversos quadrantes foram enviando a Maria Vítor Campos durante a sua doença, em que se envolveu em várias causas, nomeadamente em iniciativas de sensibilização para o problema do cancro, sobretudo o cancro com incidência nos mais jovens.
Segundo Maria João Campos, a obra destinava-se a ser publicada em vida da autora.
“Todo o livro, os convites, o local do lançamento foram feitos por ela”, referiu, ao adiantar que as receitas de venda da obra revertem para o Movimento Vencer e Viver do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Filha dos médicos Vítor Campos (antigo jogador internacional da Académica) e Beatriz Campos, Maria Vítor de Barros Campos nasceu em Coimbra em 1971.
Especialista em Endocrinologia, era médica nos Hospitais da Universidade e assistente na Faculdade de Medicina de Coimbra, onde se formou.
Mãe de três filhos, atualmente com sete, 11 e 17 anos, foi-lhe diagnosticado cancro da mama aos 35 anos, doença de que veio a morrer a 27 de Novembro de 2009.

 
At 17/3/10 5:05 PM, Anonymous Anonymous said...

Márcia diz:

Tantas informações interessantes e importantes,Isalenca.Thanks!
Ah...os meus doutores vão à esse Congresso em São Paulo!!
E,quanto as mangas...adoroooo e sabia que faziam bem para ajudar contra o câncer.E o bom é que aqui nha terrinha tem sempre e de todas essas qualidades,e se não houver em quase todos os quintais da vizinhança e sempre ganhar miminhos,nos mercados tem em preço bem acessível!
Eita...empolguei-me...deixo tapar a boca,senão me expulsa!
bazeeeiiii.....desculpa e obrigado pelas informações!
beijinss

 

Post a Comment

<< Home