super glamorosas

Isto é uma espécie de bar de NY, ultra sofisticado, nós todas a cair de lindas e elegantes! Só para quem gosta muito da Cláudia e, ao mesmo tempo, tem capacidade para brincar com as coisas sérias que estão a acontecer. Para ver quem tem os Manolos + giros, para debater quem usa a cor de verniz mais estonteante, e até, quem sabe, para podermos dizer umas coisas + a sério!

Tuesday, February 02, 2010

4 de Fevereiro ,Dia Mundial da Luta Contra o Cancro

UpDate: Correu tudo bem com a Márcia - http://estrelinhaso.blogspot.com/e com a Salomé - http://umaluznaescuridao.blogs.sapo.pt/.



O canal Odisseia vai associar-se às celebrações do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro (a 4 de Fevereiro) com a exibição do especial «Guerra Contra o Cancro», que resume a situação actual do tema.

A doença, que é a segunda causa de morte em Portugal (25 mil vítimas por ano), vai estar em destaque num especial de dois episódios, emitidos dia 4 e dia 11 de Fevereiro, às 18:00 horas.

O especial, realizado por Sylvie Gilma e Thierry de Lestrade, conta com os testemunhos de especialistas que explicam o que tem sido feito «para minorar o sofrimento dos doentes oncológicos, para combater a doença e para travar o seu avanço», informa o canal.
A produção venceu a «Etoile de la SCAM», no Festival da Sociedade Francesa de Autores. O cancro converteu-se numa epidemia na actualidade e a Organização Mundial de Saúde estima que é a primeira causa de morte nos países industrializados

A propósito desta data é de destacar ainda:

  1. Voluntários visitam doentes internados na unidade de oncologia in Diário Notícias da Madeira
    Os voluntários do Núcleo Regional da Madeira da Liga Portuguesa Contra o Cancro assinalam na próxima quinta-feira, dia 4 de Fevereiro, o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro com uma distribuição de flores pelos doentes oncológicos e respectivos familiares. Os voluntários visitam as enfermarias e o Hospital de Dia da unidade de Hemato/oncologia do Hospital Dr. Nélio Mendonça.
  2. Apoio psicológico para ajudar na luta contra o cancro – Arouca
    A partir de 3 de Fevereiro, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Rede Social, Centro Saúde de Arouca e Câmara Municipal de Arouca unem esforços para promover um projecto de apoio psicológico a doentes oncológicos e familiares. Trata-se de um serviço gratuito, que proporciona aos utentes um apoio de proximidade, evitando a deslocação a grandes centros hospitalares. As sessões decorrerão em consultas particulares, com uma psicóloga, todas as quartas-feiras no centro saúde de Arouca. Segundo os promotores, estas acções são os primeiros passos para a constituição de um grupo de auto-ajuda. Para mais informações sobre este projecto, contacte o Centro de Saúde de Arouca, pessoalmente ou através do telefone 256 940 330.

Entretanto a nossa amiga Cinda está bem e já a preparar-se para desbundar no Carnaval!

E hoje, estamos todas a fazer uma corrente bem positiva para a Márcia do outro lado do Atlântico, para a Salomé de Portimão e outra para todas as amigas que estão a travessar uma fase menos boa.

As SuperGlamorosas estão sempre presentes! Aí, aqui, além, acolá, no Norte, no Sul, na Europa, ou no Brasil ou noutro ponto qualquer do Planeta!

12 Comments:

At 2/2/10 3:22 PM, Blogger Mimas said...

Tudo a correr bem com a Márcia e a Salomé.

Bjs a tds

 
At 2/2/10 3:23 PM, Blogger Isa said...

olá Isa,
obrigada por estarem sempre presentes, sempre atentas.
um beijinho grande

 
At 2/2/10 5:02 PM, Blogger Lina Querubim said...

Beijinhos para elas duas :) vai correr bem!
A Márcia conheço-a virtualmente faz tempo...a Salomé não mas desejo igualmente a estas duas Guerreiras tudo de bom!
Beijinhos

 
At 2/2/10 10:50 PM, Blogger Cristina J. said...

Beijinhos á Márcia e Salomé.
Que o carinho virtual chegue aí e ajude a tornar coisas mais leves.

Tudo de bom ás duas das SG

 
At 2/2/10 11:31 PM, Blogger mari-lou said...

Obrigado por estarem aqui.

As melhoras da Márcia e da Salomé.

Beijinhos às S.G.

 
At 3/2/10 9:58 AM, Blogger IsaLenca said...

Novo método permite detectar cancro em estado inicial in Portal Oncologia

Um novo método de testes está a ser desenvolvido para detectar o cancro antes do tumor se formar. Foram identificadas substâncias no sangue que acompanham certos tipos de tumor, avança o site Ciência Hoje.
Como se sabe, quanto mais cedo o médico diagnosticar a doença, mais hipóteses os pacientes têm de recuperar. O primeiro passo para detectar os tumores nos seus estados iniciais já foi completo.
A tecnologia é baseada em chips microfluídicos, com pequenos canais apertados, onde circula uma amostra de sangue do paciente.
O chip marca as proteínas indicativas de cancro. A concentração medida dos marcadores de tumor no sangue ajudam o médico a diagnosticar a doença no seu estado mais inicial. Testes similares já existiam anteriormente, mas as suas medidas não eram tão precisas e apenas era possível detectar moléculas presentes no sangue em grandes quantidades. Além disto, os testes eram caros e tinham que ser levados para os laboratórios, o que demorava tempo, crucial nesta doença.
O projecto, financiado pelo Ministério alemão da Educação e Investigação e coordenado pelo Fraunhofer FIT, está a tentar desenvolver a matéria. As nanoparticulas biofuncionalizadas, desenvolvidas pelos cientistas do Fraunhofer Institute for Silicate Research (ISC) em Würzburg, são a peça chave no novo sensor.
“Onde eram necessárias cem moléculas numa certa quantidade de sangue para detectar os marcadores de tumor, hoje apenas precisamos de uma. Isto significa que as doenças podem ser diagnosticadas muito mais cedo do que com os presentes métodos”, explicou Jörn Probst, responsável pelo Business Unit Life Science no ISC.
O grupo de investigadores está a desenvolver o primeiro demonstrador de quatro biosensores independentes. Os especialistas estão ainda a trabalhar na detecção simultânea de vários marcadores de tumores, que vão aumentar a clareza dos testes.
O sistema estará pronto para entrar no mercado nos próximos cinco anos.

 
At 3/2/10 9:58 AM, Anonymous Anonymous said...

Estamos aqui sempre...
Is@

 
At 3/2/10 11:03 AM, Blogger Natália said...

obrigado Isalenca
acho que é assim que deve ser a corrente nos de amizade nos blogues.
beijinhos e um bom dia.

 
At 3/2/10 2:38 PM, Blogger IsaLenca said...

Dia Mundial Cancro: Médicos alertam para risco de tratamentos alternativos e convencionais em simultâneo
Lisboa, 03 fev (Lusa) - Desesperados por saberem que têm cancro e em busca de um milagre, muitos portugueses recorrem às terapias alternativas, mas os médicos alertam para o risco de fazer estes tratamentos em exclusivo ou em simultâneo com a terapia convencional.
Aos 35 anos, Dora descobriu que tinha cancro da mama e ficou “alarmada e muito preocupada”. Após duas cirurgias e prestes a iniciar a quimioterapia, procurou ajuda num naturopata.
“O meu maior medo são os efeitos da quimioterapia, de ficar com as defesas em baixo e ter outras complicações. Por isso, estou a tentar precaver-me com terapias alternativas”, adianta, confessando ter “algum receio” de contar aos médicos que a seguem no hospital que está a fazer outros tratamentos.
Para Dora, a “maior dificuldade” é conseguir que “os médicos falem uns com os outros, de igual para igual, e conseguir que as medicinas se complementem”. “Eu estou a tentar fazer isso, mas é muito difícil. Ou não aceitam de um lado, ou não aceitam do outro”, sublinha.
Teresa, nome fictício, foi mais radical. Ela e o marido optaram por deixar os tratamentos convencionais para tratar do cancro que ambos sofriam.
O marido teve um cancro no maxilar há seis anos. Foi submetido a várias cirurgias e tratamentos que o deixaram muito debilitado e “mutilado”. No decorrer de todo o processo, Teresa descobriu que tinha um cancro na mama.
“Foi um choque para mim, mas depois enfrentei o problema”, conta, lembrando que decidiu desde logo não ser operada e sujeita a “mutilações” como aconteceu com o marido.
“Mamografias não faço mais. Médicos e picas não é comigo”, diz convictamente, frisando que descobriu nas terapias alternativas um meio de viver mais saudável.
Para o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Carlos Oliveira, é “um erro recorrer às medicinas alternativas como tratamento exclusivo do cancro”, porque “não há nenhuma evidência científica que prove qualquer eficácia”.
Por outro lado, alerta, os tratamentos não devem ser feitos em simultâneo: “Associar tratamentos alternativos à quimioterapia ou a tratamentos hormonais poderá causar interferência entre os medicamentos e os produtos utilizados nas medicinas alternativas”.
“Fora disso, se as pessoas quiserem gastar dinheiro a tomar vitaminas, só lhes faz bem. Mas é preciso que se trate de compostos vitamínicos reconhecidos”, sublinha.
O secretário nacional da Associação Medicina Natural e Bioterapêuticas (AMENA) reconhece que, “neste momento, não é possível dispensar a medicina clássica, nem é desejável”, mas defende que “as medicinas alternativas têm evidências que a medicina tradicional não reconhece porque não quer”.
Para Fernando Neves, as pessoas vão “à procura de um milagre” nas terapias alternativas, quando já não conseguem encontrar uma solução na medicina.
“Quando a solução de um lado é demasiada violenta, eles procuram alternativas”, afirma, comentando que “o insucesso pertencerá sempre à medicina”.
Fernando Neves está convicto de que, assim que a legislação sobre terapias alternativas “sair da gaveta”, poderá haver algumas mudanças de posições.
“Nós calculamos uma média de 10 anos para começar a conversar com a classe médica porque o orgulho é muito difícil de engolir”, refere.
“Estamos clandestinos em Portugal desde 1942 por decreto-lei. Durante esse tempo fomos fortemente pisados, violados nos nossos princípios, achincalhados em termos públicos para, agora de repente, haver perdão e reconversão”, acrescenta.

 
At 4/2/10 5:58 PM, Blogger mari-lou said...

Isalenca, ainda bem que abordaste este assunto.
A medicina alternativa não digo que seja má de todo, talvez quando feita com bons produtos e por quem sabe mas só com a autorisação e concelho do vosso médico e sei do que estou a falar à vinte anos mais ou menos um menino de quinze anos aqui meu vizinho apareceu-lhe um tumor maligno na bacia foi a oncologia e o dr, Gentil Martins deu à mãe muitas esperanças de cura estava tudo a correr bem, já no final dos tratamentos o que é normal o menino teimou que não fazia mais eu enclusive acompanhei um dia a mãe, ele prometeu-me que fazia mas chegou lá entrelaçou os braços na cadeira e não fez mesmo, entretanto a mãe coitada recorreu a outros métodos foi horrivel começou a piorar foi a oncologia quando voltou foi ter comigo e dizia tia LURDES ERA ASSIM QUE ME CHAMAVA NÃO FUI A TEMPO O MÉDICO DIZ QUE NÃO HÁ NADA A FAZER,e batia com a cabeça na parede durou cerca de um mês chamava-se Duarte que Deus lhe dê as alegrias que não teve em vida .

Desculpem este desabafo mas não deixem nunca de fazer o que o vosso médico manda em troca de medicina alternativa.

Beijinhos a todas e neste dia vamos alertar sobretudo para a prevenção.

 
At 5/2/10 3:57 PM, Anonymous Anonymous said...

Na medicina alternativa, há excepções, ainda bem, fazem lavagens cerebrais, é o que é. Aproveitam-se do desespero alheio e mostram um caminho mais fácil, caro mas co uma única saída,morte.
Bom fim-de-semana
Vandareis

 
At 5/2/10 10:54 PM, Blogger Xekim said...

Olá amiga..

Mais um fim de semana e mais um desejo para que corra bem.

Beijinhos.

 

Post a Comment

<< Home