super glamorosas

Isto é uma espécie de bar de NY, ultra sofisticado, nós todas a cair de lindas e elegantes! Só para quem gosta muito da Cláudia e, ao mesmo tempo, tem capacidade para brincar com as coisas sérias que estão a acontecer. Para ver quem tem os Manolos + giros, para debater quem usa a cor de verniz mais estonteante, e até, quem sabe, para podermos dizer umas coisas + a sério!

Thursday, May 13, 2010

*



15 Comments:

At 13/5/10 1:24 PM, Blogger Nela said...

Um arco-íris a sorrir...

*

 
At 13/5/10 1:36 PM, Blogger Isa said...

*

 
At 13/5/10 2:04 PM, Blogger IsaLenca said...

"Nalgum lugar sobre o arco-íris
Bem alto
Existe uma terra sobre a qual eu ouvi
Uma vez numa canção de ambalar
Em algum lugar sobre o arco-írs
Os céus são azuis
E os sonhos que você se atreve a sonhar
Realmente se realizam"

*

 
At 13/5/10 3:09 PM, Blogger Quem Não Tem Cão said...

No inicio do projecto Rosa Esperança, a minha preocupação era de como vou começar, por onde, fazer o quê com estas mulheres...??? Eu sabia o que pretendia, mas as dúvidas eram muitas. Quem me conhece sabe que não gosto de partir para os ensaios de construção de cenas, com tudo decidido e ou estruturado. Gosto de improvisar e deixar-me seguir pelo que sinto, pelas emoções. Eu sabia onde queria tocar mas ainda não sabia como faze-lo nem tão pouco como começar a trabalhar com aquelas mulheres. Ainda não tinha descoberto o registo certo. Tinha 7 mulheres e mais algumas, à espera duma indicação minha para começar a representar. Eu estava muito confuso, havia tanta forma de contar esta história e eu ainda não sabia como faze-lo. Elas não tinham experiencia, havia muita coisa para dizer e transmitir ao público mas não dava para dizer tudo. Era demasiada informação! Eu tinha de encontrar um ponto de partida, algo que me inspirasse e permitisse avançar. Eu queria fazer uma peça com informação mas que não fosse chata ou demasiado pesada. Não podia haver muito texto, não só pela inexperiencia, mas até pelas limitações de tempo das próprias "mulheres". Chegou um dia em que não dava mais para adiar, tinhamos mesmo de começar a encenar, a trabalhar as marcações. O tempo passava rápido e a data da estreia já estava marcada. Concentrei-me e devo ter feito aquele meu olhar perdido e vago... aquela emoção/desorientação de estar ali com 7 mulheres ansiosas e completamente perdidas no espaço à espera de indicações, remeteu-me para uma imagem bela e serena. Remeteu-me para um mundo repleto de emoções, algumas que eu próprio tinha experenciado, outras que tinha ouvido durante as conversas aos domingos no laboratório. Um arco iris de cor num dia cinzento de chuva. Silencio. Muita gente numa homenagem sentida a alguem especial que partiu. Dor. Dúvida. Muita cumplicidade. Tensão. Partilha. Esta foi a primeira marcação a ser encenada com as 7 mulheres que depois deu origem ao Rosa Esperança. Aquele arco iris foi a minha inspiração e o ponto de partida para encenar o quadro da "Despedida" e depois, toda a peça.
Observação: No quadro da despedida após ouvir-se uma forte trovoada e quando a chuva pára, era para aparecer um arco iris luminoso na tela, que só não está lá - visivel - por dificuldades técnicas.

*(
RG

 
At 13/5/10 3:13 PM, Blogger Nela said...

Obrigada pelo texto, Rui. Fiquei arrepiada com as suas palavras... Beijinho e um abraço de actriz para encenador!

 
At 13/5/10 5:10 PM, Blogger Lina Querubim said...

*
O Arco-íris está lá exactamente no sitio onde fala!
Mas...depois mantêm-se por toda a peça até ao final...

 
At 13/5/10 5:54 PM, Blogger Mimas said...

Caraças Rui, isto que até estava a correr tão bem, lá tive eu que me agarrar ao lenço!

Obrigada do fundo do coração, por este texto e por tudo o que fez questão de recordar da Cláudia no RE.

Ah, e a verdade é que as cores do arco-iris, pelo menos as visíveis, são...7! Por isso ele está presente na peça do princípio ao fim, e não poderia estar melhor representado, obrigada tambem às 7 corajosas mulheres.

Bjs

 
At 13/5/10 8:01 PM, Anonymous Anonymous said...

Márcia disse:

*
bjos.

 
At 13/5/10 9:08 PM, Blogger Manela de Alcobaça said...

Puxa Rui!Assim não!Está um texto muito bonito e muito sentido.

É mesmo difícil pôr lá o arco-iris?Impossível? Quando o Rui quer, não há impossíveis! É que ficava tão bonito....

Obrigada Mimas! A tua imagem é que veio provocar isto tudo!!(querem ver que tb tenho que ir buscar lenços?)

Bjs
Manela

 
At 14/5/10 3:40 AM, Anonymous carla ervilha said...

Ruizinho :) Lembro-me de falar nesse arco-íris que não conseguiu concretizar. Mas nós sabemos todos que ele está lá. Um beijo enorme às nossas estrelinhas

 
At 14/5/10 9:08 AM, Blogger Alda said...

Lindo texto Rui! O arco-íris está sempre lá, é a nossa força invisivel...mas se estivesse de verdade seria maravilhoso!

*
Beijinhos

 
At 14/5/10 3:48 PM, Blogger Cinda said...

Caraças Sr. Dr. Miguel.
Com este texto ainda fiquei mais entupida do meu nariz.
Bom fim de semana.

 
At 14/5/10 4:34 PM, Blogger IsaLenca said...

Bonito; sem dúvida muito comovente.
E hoje é sexta...
Bjs

 
At 15/5/10 12:14 PM, Blogger Cristina J. said...

Este arco-iris...

Rui, estou sem palavras... e lavada em lágrimas!
O Rui não sabe, mas foi uma das pessoas que mais me ajudou a perceber esse arco-iris. E a olhá-lo serenamente.
Estou-lhe muito agradecida, por mim e por tudo o que fez.

Is@, tens sido uma amiga fiél. E todas vocês foram, também para nós uma dádiva.

Bjs

 
At 15/5/10 10:37 PM, Blogger May Alek said...

Beijinhos a todas e ao Rui.

 

Post a Comment

<< Home